A Verdade Nua e Crua

Posted: sexta-feira, 16 de outubro de 2009 by Marcelo Augusto in Marcadores: , ,
7







A Verdade Nua e Crua, ainda em cartaz nos cinemas, é um filme hilariamente gostoso de se ver. O filme aborda a velha e agradável temática mulher versus homem, e conta toda sua história de uma forma fluente, irreverente e simpática. O filme apresenta um elenco maduro, e traz consigo uma pitada de sensualidade, comédia e romance.


O filme é coeso e bastante poético, eu diria. The Ugly Truth, batizado de A Verdade Nua e Crua, representa nada mais que um bom e interessante passatempo light. O filme contém ápices hilários e não cai no mesmismo e nem no cansaço. A obra reluz por causa de seu elenco, com Katherine Heiql, linda e estonteamente agradável no papel de uma produtora de televisão aos trancos e barrancos. Butler, conhecido do filme PS Eu te amo também estrela esse filme, com sua irreverência e sua presença nas telonas.

A história é fácil de ser pega no ar, aborda originalmente a retórica entre mulher e homem, a busca pela perfeição versus a realidade, que é, como a verdade, feia. A visão romântica colide com a visão realista e, atraves desse antagonismo, verificamos uma obra apimentada, melódica e incrivelmente em constante movimento.






O filme ganha corpo de acordo que vemos Abby (Katherine), tendo que lidar com seu maior pesadelo: trabalhar para uma televisão desamparada ao lado de um grosso, sujo e imundo homem machista e irreverente, Mike (Butler). As visões colidem, geram desafetos, mas como sempre, geram comédia e romance. Vemos no filme todas as suas nuances posicionadas nos pontos certos, fazendo com que a obra ganhe consistência.

Apesar de podermos prever o que se sucede no fim da trama, o interessante é saber como o final é atingido. De uma forma cômica, vemos um romance antagônico e avassalador sendo construído. Como eu disse acima, um filme coerente e decididamente irreverente.



O ápice do filme é definitivamente a cena do jantar técnico, com o hilário acontecimento que se sucede. Não pretendo explorar e dar spoilers, mas o filme nos torna testemunhas de eventos improváveis e muito vergonhosos, gerando a trama cômica do filme. O filme é aconselhável para uma boa tarde de diversão, e focalize nas falas, que são bem elaboradas e conotam a ironia da trama.

Bom Divertimento.

PS: Próxima Resenha - Bagdad Cafe e desafio número 4 do Desafio Cinemótica.

7 comentários:

  1. OI Marcelo,
    finalmente alguém que não falou mal do filme!
    Com certeza uma boa diversão, que ainda não vi, mas pelo trailer promete ser bom mesmo!!!

    ABRAÇO

  1. Oh, estou realmente ansioso para ver esse filme. Demorou muito para estrear aqui no cinema de minha cidade e agora que estreou vou esperar sair na locadora.
    =)

    Mas quero mesmo assistir a ele. Vi o trailer quando fui conferir A PROPOSTA, outro filme do qual gostei bastante.
    Acredito na sua opinião de que o filme seja bom, pois tenho exatamente essa impressão sobre o filme.

    Quantas etapas terá o desafio?
    o.O

  1. Quero muito assistir, principalmente pela Katherine Heigl. Gostei da crítica, mas já sei a da cena do restaurante auhahua
    Vou ver se vejo!

  1. Pra mim não passa de um lixo completo sem um pingo de originalidade. Um péssimo exemplar de um gênero que andou rendendo bons frutos esse ano.

  1. Resenha perfeita! Concordo com tudinho que você disse, eu particularmente adorei esse filme e acho que é uma das melhores comédias românticas dos últimos tempos.

  1. Joe says:

    É um filme excelente com um tema a principio pouco criativo, mas é abordado de uma forma bem gostosa de se ver

    adorei o filme, extremamente engraçado...

  1. Dewonny says:

    Me simpatizo com a Katherine, por ela valeu a pena, mas achei fraco o filme!
    Abs! Diego!