Um ensaio sobre o Terror Moderno 2

Posted: terça-feira, 13 de outubro de 2009 by Marcelo Augusto in
6

 

No meu último post, foi possível ver um pequeno discurso sobre o terror moderno, no qual citei alguns novos subgêneros e sobre a super mega ultra tendência do remake times. Nesse post, darei continuação ao assunto falando sobre a maldita herança que o passado deu ao terror moderno, mostrarei alguns novos subgêneros, e por último farei um TOP 5, com os cinco melhores filmes de terror do novo milênio; na arte de evolução cinematográfica, provando que mesmo com uma série de tortuosos caminhos tomados, o terror soube demonstrar alguns momentos de crescimento e amadurecimento.

PS: Desculpa pela demora! Estive aproveitando o feriado, e por conta disso, deixei o blog um pouco no atraso, mas já estou de volta para atualizar.Quanto ao novo layout, é apenas momentâneo. O último layout sobrecarregou a página e foi preciso ser retirado.Além disso, informo que nesse post revelo o resultado do ultimo desafio Cinemótica. Bom, vamos ao assunto do dia.

Em primeiro lugar, preciso retomar alguns comentários deixados pelo comentaristas aqui do blog. Agradeço muito o elogio ao post.

A Herança Maldita




O passado inaugurou o célebre gênero, mas também confinou o terror á sofrer com certos trejeitos explorados no passado, que atualmente, destroem várias obras. Estou falando do conhecido clichê, que, apesar de ser um tema absurdamente debatido, não se pode ser esquecido ao se falar de terror moderno. A morte progressiva de amigos, a revolta entre personagens que não acreditam no óbvio para simplesmente implicarem, a maldita porta aberta, o truque sobrenatural incansável como o famoso tocar do telefone desconectado do plug e blábláblá ... Existem inúmeros detalhes criados nos filmes do século passado que, por terem obtido sucesso para a época, o terror moderno não cansa de exibir. É nesse ponto que o terror moderno se torna previsível, e sim, tosco. Isso fragiliza o terror, mas também, ajuda muito nos momentos efêmeros do gênero, afinal, sempre é bom ter um momento de puro baque de susto, quando nos assustamos por causa de um aumento do som ou um barulho do nada, clichê muito usado.

No ultimo post falei sobre certos gêneros novos do terror, mas ainda não completei a lista mais perceptível. Vamos dar continuidade então.

Terror Vampiro



Tá, eu sei que o gênero sobre vampiros foi inaugurada muito antes do novo milênio. O que me forçou a botar esse subgênero como nova tendência desse século é a dinamização e a ampliação do gênero para o terror moderno, desde caçadores de vampiras lésbicas, ao terror de vampiros da época feudal e inclusive, de vampiros do deserto. O gênero ganhou uma variabilidade de ofertas de sinopses que vem se consagrando como um dos temas mais filmados nesses ultimos anos. O subgênero é bastante rico e explora a criatura mais imaginária da história da raça humana: o vampiro.

Terror Caseiro



O subgênero é talvez o mais recente citado, e seu ínicio se deu ainda antes do ínicio desse milênio, com o cultuado Bruxa de Blair. O subgênero é super simples de ser entedido: não há técnica de filmagem profissional, tudo soa como um video amador, balançando a câmara contra o campo de visão e filmando na mesma velocidade que o personagem se movimenta. Para alguns, uma técnia inovadora, para outros, uma dor de cabeça. Exemplo desses filmes são Cloverfield e Rec.

Terror New Slasher




O subgênero é outro que se iniciou no passado, mas seu uso se tornou constante nos dias atuais. Deve-se enfatizar que o Terror Slasher se consagrou no passado, porque significa, filmes com assassinos quase sempre mascarados, que matam um grupo de jovens alheio, sedento por sexo.O New Slasher usa o mesmo espírito desses filmes, mas são mais modernos e quase sempre envolvem pessoas deformadas que se tornam assassinos. Exemplo desses filmes são Viagem Maldita, Floresta do Mal, Pânico na Floresta e muitos outros.Os filmes desse subgênero são aqueles terrores baseados em sustos que garantem grande diversão, confesso.


Acho que estes subgêneros aliados ao subgêneros citados no último post ilustram bem a caricatura do terror moderno. Depois dessas opiniões, registrei um TOP 5 com os cinco melhores filmes do terror moderno, para mostrar que apesar desse estandarço prejudicial ao terror de ultimamente, alguns filmes mostram que o gênero continua valendo a pena.

TOP 5 Filmes de Terror Moderno

Este TOP não representa necessariamente minha ordem de gosto, mas representa, de certo modo, o sucesso e a originalidade de alguns filmes, que mesmo usando certos artíficios do passado, deram sua contribuição para o amadurecimento do terror.Friso também que esses seis filmes não são, de fato, os seis melhores filmes do novo milênio, mas sim, os seis filmes que melhor explicitam o crescimento do terror alinhado não só com o desenvolvimento tecnológico, mas também como desenvolvimento humano.


5 - O Albergue




Apesar de ser contado de uma forma um pouco aquém do previsto, o filme esbarra num tema não explorado pelo terror antigo: a organização de homícidios pelo simples prazer e luxo. Se existe na vida real? Não sei. Mas o filme serviu como pioneiro no assunto e o tom de veracidade que possui coloca qualquer um com um frio na espinha. O primeiro filme supera o segundo, que já não transmite a sensação que o filme inicial passou.

4 - Abismo do Medo



Um filme aparentemente com nenhum fator exponencial, mas sua trama explicita a evolução do terror, atingindo um sentido humano quase não explorado pelo gênero: o tato. Um filme de terror , consegue transferir, quase raramente, a sensação tátil para suas cenas. Geralmente quem consegue esse feitio, são os filmes de ótima qualidade, como Abismo do Medo. A seriedade milimétrica explorada na trama, comprova que o terror moderno consegue evoluir com a modernidade.


3 - Os Estranhos



Atrás de uma sinopse muito simples, um terror fenomenal. Algo veridicto adaptado ás telonas, configura á trama, uma rede de mistérios, apimentando o filme. O filme mostra que as vezes, relatar uma terror real e palpável, pode provocar sensações de puro horror no ser humano. Os Estranhos é simplesmente impecável.

2 - O Orfanato





Um filme incrivelmente bem construído, dirigido por um mexicano, mostra que o gênero consegue absorver bem as idéias, e quando bem conduzido, consegue expressá-las. 'Contando com uma história interessante e original por trás de muitas seqüências assustadoras como por exemplo uma próxima do final em que uma simples brincadeira de criança torna-se infinitamente angustiante, "O Orfanato" é um sopro de novidade no sub-gênero de "casa assombrada", um gênero tão ultrapassado que precisava mesmo ser reinventado. E foram os espanhóis e o mexicano que conseguiram.' - Crítico Artur Castro.


1 - Jogos Mortais





Jogos Mortais é o clássico moderno do terror. Daqui quinze anos, jovens da nossa idade irão apontar Jogos Mortais como o melhor filme de suspense desse período e vão eleva-lo á um patamar, onde já se encontra Silêncio dos Inocentes, Malvada e outros.Engraçado. O maior filme de terror de nossa época explora o sentimento mais vergonhoso do ser humano: o prazer em ver o sofrimento e a dor alheia. Um filme que aborda explicitamente o modo como uma pessoa morre, e não se importa com o suspense de quem é a vítima. A vítima fica em segundo plano, oras. O que importa é a criatividade da morte. Estranho, não é? Para um mais puritano, soa profano. O filme já esta rumo a sua sétima continuação, e mesmo assim, atrai inúmeras pessoas ao cinema. Afinal,o que fazer? Cada época, com seus clássicos.


Desafio Cinemótica - Resultado


1 - Meu sobrinho, estou vendo em você, sinais de trivialidade - 30 pontos - Armadilhas do Coração

2 - Se você me desligar, eu te mato - 20 pontos - A Chamada

3 - Seu irlândes que canta o tempo todo! - 15 pontos - PS: Eu te amo

4 - Só sei que o nome dela começa com S - 20 pontos - A Lista

5 - Porque vocês estão fazendo isso conosco? - 13 pontos - Os Estranhos
Porque vocês estavam em casa.

6 - Todos nós já fomos filhos pródigos alguma vez. - 30 pontos - Cor Púrpura

7 - Garotos de seis anos não tem meninas na cabeça! - 15 pontos - Noivo Nervoso, Noiva Neurótica
Eu tinha.

8 - Eu tenho o poder de mudar drasticamente a vida dele, mas não sei se quero dar um presente que ele não merece. - 15 pontos - Sete Vidas

9 - Nós temos quase a mesma idade. Vamos nos encontrar na metade. - 10 pontos - O Curioso caso de Benjamin Button

10 - Sim, eu quero aprender a tocar violão. Sim, eu quero aprender coreano - 15 pontos - Sim, Senhor.

Ranking


Luís Adriano - 211
Dewonny - 197
Isabela Leila - 156

Alexandre Landucci - 140
João Donato - 108
Cristiano Contreiras - 104
Rodrigo Mendes - 104
Cleiton Silva - 69
Edu Lima - 60

Bom, quanto as crianças, eu ia dar o resultado, mas a Leila insistiu para eu segurar, então eu vou segurar! A próxima etapa é no próximo post, boa sorte.

Próximo post :Filmes Cults Vistos em Outubro
Filmes: Bagdad Cafe, Fabuloso Destino de Amelie Poulin entre outros.

Abraços!



6 comentários:

  1. Bruno says:

    Volto a dizer que não sou um grande fã de terror, mas Jogos Mortais eu adoro!
    Primeiro que o roteiro do filme é fantástico! E Segundo, eu assisti os 5 filmes, e por incrivel que preça, até o 4º filme TEM HISTÓRIA!
    O Orfanato eu gostei, mas não achei tudo aquilo que falam.
    O Albergue é lamentável!

  1. Quando criança, eu era mais facilmente seduzido pelo universo do terror.

    Otimos esses seus posts sobre terror moderno, Marcelo.

    Ei, andas sumido do Apimentário!

    Cadê seus seguidores aqui no menu ao lado? e os blogs amigos? abraço!

  1. Dewonny says:

    Tô adorando esses post sobre filmes de terror, na qual eu muito admiro, vejo de td um pouco, até os bem trahs/toscos pra se divertir, parabéns pelos textos excelentes!
    Abs! Diego!

  1. Minha lista de filmes seria bastante diferente:

    REC (inovador na técnica ... talvez o passo a mais do que a Bruxa)
    Deixe Ela Entrar (inovou ao retratar terror de forma sutil lembrando as produções sessentistas)
    Martyrs (Choque pelo choque, sou mais essa produção do que O Albergue)
    Jogos Mortais (a única semelhança de sua lista, talvez a única franquia do gênero no século 21)
    Rejeitados Pelo Diabo (talvez, minha opinião, a melhor produção feita nos Estados Unidos pelo menos que eu tenha visto nos últimos tempos).

    Abraços e ...

    cara dessa vez nem mandei as frases pq não tinha a menor idéia de nenhuma delas rsrsrs.

    Abraço

  1. Eu era mais fascinado pelo gênero quando era menor. Acredito que somos mais seduzidos pelos monstros quando não sabemos que eles não existem de verdade!
    Hoje eu gosto bastante, mas poucas obras me surpreende. Às vezes, quero ver nojentice, corpos decepados, etc., mas não vejo nada disso. Quando quero algo mais sério, vejo um roteiro infame. E isso me desaponta bastante. Mas eu gosto de vários títulos e a sua análise - muito boa, por sinal! - sobre os filmes de terro me fez querer rever alguns...
    Recentemente assisti a um do qual gostei bastante e acho que deveria estar na sua lista. Chama-se [REC]. Embora não tenha curtido A Bruxa de Blair, esse filme espanhol retoma a estrutura usada no que citei.

    Sobre as frases, estou surpreso de ainda continuar em primeiro lugar. Essa etapa foir ealmente difícil e nem posso imaginar como será a próxima!
    =)

  1. Voltando a comentar ... por partes.

    1 - histórias de heranças malditas só quem consegue fazer isso com maestria é e continua sendo, os filmes orientais. por que eles n4ao só se restringe ao horror e podedendo colocar dentro dessa mesma mescla, drama, policial, guerra e entre outros.

    2- Detesto seguimentos de vampiros. Por muitas vezes acredito que esse genero é só para questionar a moralidade da sociedade em questão, como se o vampirismo fosse um meio alternativo de ver uma sociedade. mas curto pra carai Vampiros de John Carpenter.

    3- Acredito que o terror caseiro é o que podemos dizer, os primordios do trash da decada de oitenta, valorizado mais ainda com o exemplo classico de Evil Dead. Atualmente é um ótimo recurso para ótimos cineastas iniciarem a colocar suas marcas registradas em seus pequenos projetos e por esses terrores baratos, não teriamos grandes diretores do genero.

    4 - New Slasher ... pois bem. Violento e ao mesmo tempo vazio. Tem gente que gosta e tem gente que não. infelizmente não é meu caso.

    Sobre o Top 5. Acredito o que merece o meu destaque são O Albergue e Os Estranhos. Os Estranhos é uma aula de como fazer terror. ideias simples, concepção incrivelmente bem construida, o filme de Bryan Bertino é uso como formula base de fazer um bom filme de terror e ser bem sucedido.

    O Albergue, para mim, um verdadeiro classico da decada. Por muitos dizerem que é igual a jogos mortais, porem esses podeem ter a certeza que caem do cavalo. Misturando polemcias verdadeiras e assustadoras, o filme funcionou não só apenas como parametro comportamental doentio humano, mas também por expor problemas sociais da época como o crescimento da xenofobia, sociedade pós 11 de setembro e principalmente sobre as problematicas de turistas do mundo.

    Já Jogos Mortais, pode se dizer que vi todos no cinema e todos nos seus finais de semana de estreia. Ele é um filme importante por que inaugurou uma necessidade de ver gore gratuito e ao mesmo tempo acessivel, nunca pensava que um filme que inicialmente custou 1 milhão já tem junto em sua franquia em menos de meia decada, meio bilhão de dolares. mesmo com qualidade duvidosa, não podemos negar a sua força no cinema.

    Abraços