TOP 10 Filmes Brasileiros e 3 Lixos

Posted: domingo, 30 de agosto de 2009 by Marcelo Augusto in Marcadores:
17

Embalado pelo blog do Rodrigo, resolvi falar sobre o cinema brasileiro, que o Cinemótica até agora não fez. Não por menosprezo, mas por falta de oportunidade. O cinema brasileiro tem uma evolução bem reacionária, mas ele tem sim um progresso tímido.

O que será que falta? Hm, eu ousaria dizer que falta direção. Temos alguns atores e atrizes, temos a música, temos os feelings [ afinal somos o quinto maior país do mundo e o país com maior diversidade cultural ] . Falta apenas um sentido para tanto manifesto cultural. Uma pena, que quando se encontram uma formula para o sucesso, sempre o repitam. O Brasil pode vir a ter o know-how para se expressar, mas cadê as setas de sinalização ?!

Mesmo achando isso, eu tive dificuldades em estabelecer uma lista de TOP 10 Filmes Brasileiros. Temos obras muito bem feitas, aliás. Mas vou arriscar. Lembrando que qualquer lista, querendo ou não, tem um dedo do seu criador! Bom entretenimento.

Primeiramente, gostaria de deixar uma polêmica. Conheci uma crítica na internet a cerca do cinema brasileiro, e eu fiquei propriamente ferido. Gostaria de que os cinéfilos que visitem esse blog, por favor expressem suas opinões quanto a crítica abaixo:



Dono da crítica: Rodrigo Mendes
Coluna: Diários Cinéfilos.

O cinema nacional precisa tomar vergonha na cara, urgentemente. O furdúncio desproporcional em torno de Divã só comprova o diagnóstico fatal. Outro dia, Lília Cabral estava em três canais simultâneos vendendo o filme. E tome propaganda, propaganda e propaganda. A produção vai ser um arrasaquarteirão de bilheteria, todo mundo vai correr para ver a coisa, como fizeram com Se Eu Fosse Você 2, Bezerra de Menezes, O Menino da Porteira e todos os filmes da Xuxa.

Ok, certo, nada contra, precisamos todos de pão & circo. Pessoas vão se identificar com Divã, alguns vão pensar na vida, outros vão encontrar mensagens edificantes.

Tem gente que encontra isso até no Chaves. Mas, sorry, periferia, o cinema brasileiro precisa mesmo de conteúdo. Enquanto engordamos bilheterias dando moral para filmecos de polvilho, só teremos filmecos de polvilho. Tentam explicar o país por meio da sétima arte. Sertão, violência, sertão, violênciaad nauseum. Nosso presidente pode ser o cara, mas na sétima arte ainda somos colônia. Uma colônia apática. Reclama-se da invasão dos filmes gringos, porém a única forma de dar o troco é com produções à altura.

Bem, vamos então as listas.

TOP 10 Melhores Filmes Brasileiros

10- Carlota Joaquina - A princesa do Brazil






Um painel da vida de Carlota Joaquina (Marieta Severo), a infanta espanhola que conheceu o príncipe de Portugal (Marco Nanini) com apenas dez anos e se decepcionou com o futuro marido. Sempre mostrou disposição para seus amantes e pelo poder e se sentiu tremendamente contrariada quando a corte portuguesa veio para o Brasil, tendo uma grande sensação de alívio quando foi embora.


9 - Saneamento Básico




Em uma pequena vila de descendentes de colonos italianos na serra gaúcha, a construção de uma fossa para o tratamento do esgoto é uma emergência antiga e sempre ignorada pelas autoridades. Uma comissão resolve pleitear a obra através dos recursos da subprefeitura. No entanto, são informados de que não há verba para saneamento básico mas que sobra para a produção de um vídeo. O grupo resolve então fazer um vídeo sobre o saneamento básico. Mas o que ninguém esperava é que o grupo amador se envolveria tanto nessa produção que ganha até prêmio na cidade, e que a obra... bem, viraria ator coadjuvante.

8 - Redentor





Um jornalista recebe de Deus a missão de convencer seu amigo de infância, que é um empreiteiro corrupto envolvido em um escândalo imobiliário, a doar sua fortuna para os pobres.

[ Infelizmente, esse filme não teve tanto respaldo entre os cinéfilos, mas eu o achei simplesmente brilhante. ]

7 - Olga


O filme retrata uma grande história de amor, em todos os sentidos: a luta, os ideais, o marido, a maternidade. Da infância burguesa na Alemanha à morte numa das câmaras de gás de Hitler, as imagens retratam a alma de uma revolucionária que descobriu o amor e a crueldade no Brasil, onde Olga Benario casou-se com Luís Carlos Prestes, engravidou e foi entregue por Getúlio Vargas aos nazistas.

6 - Auto da Compadecida



As aventuras de João Grilo (Matheus Natchergaele), um sertanejo pobre e mentiroso, e Chicó (Selton Mello), o mais covarde dos homens. Ambos lutam pelo pão de cada dia e atravessam por vários episódios enganando a todos da pequena cidade em que vivem.

5 - Carandiru



Um médico (Luiz Carlos Vasconcelos) se oferece para realizar um trabalho de prevenção a AIDS no maior presídio da América Latina, o Carandiru. Lá ele convive com a realidade atrás das grades, que inclui violência, superlotação das celas e instalações precárias. Porém, apesar de todos os problemas, o médico logo percebe que os prisioneiros não são figuras demoníacas, existindo dentro da prisão solidariedade, organização e uma grande vontade de viver.

4- Se eu fosse você


O filme conta a história de Cláudio (Tony Ramos) e Helena (Glória Pires), um casal até então normal que vai levando a vida conjugal através do anos, desgastando-se com o tempo mas sempre procurando manter o bom humor. Até o momento em que a discórdia paira sobre eles e um lado passa a não dar valor ou a não compreender o que o outro faz com seu tempo ou tem como princípios. Isso até que o casal troca seus papéis: a mente de um passa para o corpo de outro.

3 - O cheiro do Ralo


Lourenço (Selton Mello) é dono de uma loja que compra objetos usados. Pouco a pouco, ele troca a frieza de negociar pelo prazer de explorar os clientes, por meio de jogos, que procuram sua loja quando atravessam dificuldades financeiras. Ele passa a identificar as pessoas como se estivessem à venda, cada uma com uma característica ou um objeto que lhe é oferecido.

2 - Central do Brasil



Mulher (Fernanda Montenegro) que escreve cartas para analfabetos na estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro, ajuda menino (Vinícius de Oliveira), após sua mãe ser atropelada, a tentar encontrar o pai que nunca conheceu, no interior do Nordeste.

1 - Cidade de Deus



A história é fictícia, mas inspirada em fatos reais narrados por um jornalista que foi morador da Cidade de Deus, no livro de mesmo nome. Conta a história de um garoto chamado Buscapé desde sua infância, nos anos 60, até o final dos anos 70, dando uma idéia da criação das favelas, da origem do tráfico de drogas e de sua relação no dia a dia dos moradores.


TOP 3 Vergonhas Nacionais

Resolvi colocar, as três maiores vergonhas, ou seja, fracassos do cinema Brasileiro. Claro, na minha opinião.

3 - Casa da Mãe Joana



Quatro amigos que só pensam em curtir a vida, com grandes farras, lindas mulheres e bebidas. Mas um belo dia, eles são surpreendidos com uma notícia nada agradável, uma ação de despejo. Sem nenhuma solução imediata a turma é obrigada a pensar naquilo que mais abominam: trabalhar! A confusão está formada quando cada um busca um meio fácil de conseguir dinheiro, com o mínimo de esforço.

2 - Primo Basílio



Primo Basílio é transferida de Lisboa para São Paulo, em 1958. É quando a jovem Luísa (Débora Falabella) está casada com o engenheiro Jorge (Reynaldo Gianecchini), ausente do lar por estar envolvido na construção de Brasília. O reencontro de Luísa e seu primo Basílio (Fábio Assunção) coloca o casamento da jovem sonhadora em risco, já que ela se envolve num caso extraconjugal. Juliana (Glória Pires), sua invejosa governanta, descobre o romance proibido e faz de tudo para infernizar a vida de Luísa, ameaçando revelar seu segredo.

1 - Deus É Brasileiro



Cansado de tantos erros cometidos pela humanidade, Deus (Antônio Fagundes) resolve tirar umas férias dela, decidindo ir descansar em alguma estrela distante. Para tanto precisa encontrar um substituto para ficar em seu lugar enquanto estiver fora. Deus resolve então procurá-lo no Brasil, país tão religioso que ainda não tem um santo seu reconhecido oficialmente. Seu guia em sua busca é Taoca (Wagner Moura), um esperto pescador que vê em seu encontro com Deus sua grande chance de se livrar dos problemas pessoais. Juntos eles rodarão o Brasil em busca do substituto ideal.

Espero que compartilhem da minha lista! Se não, fale quais filmes não estariam na lista, quais modificações faria!

Abraços.

17 comentários:

  1. Red Dust says:

    Infelizmente ver um filme brasileiro em Portugal é uma aventura. Só vi mesmo 'Central Do Brasil'. Um belo e tocante drama.

    Creio que existem as edições portuguesas em DVD de 'Carandiru' e 'Cidade De Deus', mas ainda não tive oportunidade de as conseguir.

    Abraço.

  1. Olá!

    Não assisti a todos estes filmes mencionados, mas perto do que era produzido nos anos 70 e 80 com as pornochanchadas, o cinema brasileiro deu um verdadeiro salto de qualidade - e como "Cidade de Deus" é bom!

    Falta muito, ainda, mas ao menos já está em um caminho.

    abs

  1. Cetreus,
    te parabenizo pelo seu texto, opiniões (mesmo discordando de alguns pontos)e por continuar comentando no meu Blog, dando fidback.
    Fico satisfeito em trocar idéias através deste meio enorme que é o virtual. Ótimo texto e colocação.

    Sou um tanto mais otimista,hoje, em relação ao cinema nacional. Concordo que os filmes comerciais "blockbrazilianbusters" irão ajudar à altura para nos colocarmos de frente aos americanos, asiáticos e europeus. veja: Luc Besson, por exemplo, produziu tanta porcaria lucrativa com filmes de ação, na França, como a série "Táxi" que deu certo. E até os americanos copiaram, ainda vejo que os americanos podem fazer um remake brasileiro um dia! Essa é a chave para nos colocarmos a nível comercial e trazer os filmes de arte aos holofotes do prestígio. BESOURO e MANGUE NEGRO podem ser os exemplos.

    Não concordo com o pesimismo do Rodrigo Mendes (que fique claro que não sou eu, rs),aliás nunca li uma coluna dele. Acho que esse pesimismo só feri os realizadores. "Divã" é ótimo e o apelo comercial é necessário. Ou ele prefere assistir a "G.I Joe"? Na vertente, os filmes comerciais tem o conteúdo fraco mesmo, são meros entretenimentos que fazem o mercado cinematográfico circular e se os americanos fazem isso há um século porque não podemos fazer o mesmo.É fazer a publicidade certa e não senssacionalista. A lilia Cabral esteve ótima promovendo o filme até fiz uma resenha do filme no meu blog, depois vc da uma olhada!

    Bom eu achei "Olga" razóavel, a nota teve critério de peso técnico, cenográfico. Vícios da televisão na qual o Jayme Monjardim tem, pq ele é muito bom no quesito TV e o Cinema tem linguagem parecida, porém não "Ipsis literis" e o contexto do filme ficou estranho. Enfim..mais vc deu 7 tbm ! rs!

    Obrigado pela visita e comentários e continuemos a trocar idéias. E se quiser um novo espaço para compartilhar sobre cinema te proponho escrevermos em outro Blog, o que acha?
    Bom..depois falamos sobre isso.

    Te passarei meu msn para trocarmos idéias com mais frequência:
    rovader77@hotmail.com

    Me adicione quando quiser e fique á vontade com a proposta.

    Um grande abraço
    Att
    Rodrigo M.

  1. Fernanda neves says:

    Apesar de não ter visto quase nenhum dos filmes. Peco em brasileiros, não vi muitos até hoje. Mas não posso deixar de parabenizar pela forma que você tratou o TOP 10, parabéns pela escrita, críticas e opiniões.
    Sobre a crítica do Rodrigo Mendes, acho que não precisa disso. Cada país retrata muito de sua história e faz cada qual o seu apelo em suas obras, com exceção talvez das produções hollywoodianas que todos sabem que tem apenas o papel de entreter. Mas a sétima arte também é mostrar a realidade, fica claro pelo mais recente reconhecido 'Quem quer ser um milinário?' que não traduz nada mais nada menos do que a realidade indiana, ou parte dela.

    No mais, espero o próximo post ;)

  1. Bom o seu texto e boa a sua análise. Concordo com a maioria dos filmes listados entre os melhores.

    "Cidade de Deus" (de fato, o melhor) e "Carandiru" são escolhas óbvias, assim como "Central do Brasil". De "Carlota Joaquina" eu gosto muito. Gostei de ver "Redentor" entre seus escolhidos, é um filme bárbaro, instigante, com ótimas atuações, com uma temática atual - e é pouco lembrado.

    Concordo que há um "endeusamento" meio babaca dos filminhos "padrão Globo", como o intragável "Divã".

    Mas, se a idéia era listar os melhores filmes brasileiros de todos os tempos, senti falta de "Bye, bye Brasil", para mim um filme fabuloso - embora com uma temática que talvez tenha perdido a atualidade.

    Parabéns pelo post.
    Visite-nos.

    www.mulherices.com.br

    ****

  1. Cara, super interessante seu post!
    São raras as pessoas que falam do cinema nacional em blogs, aliás, raríssimas as pessoas.

    Eu mesmo não sou fã do cinema nacional, acho os filmes fracos, nossos atores e atrizes em si são fracos!

    Os melhores filmes nacionais são aqueles feitos em favelas ou em cadeias, já que nesse fator somos pioneiros rs.

    Concordo com a lista, e eu não vi nenhum desses 3 filmes que você rotula como lixo, mas vou dar uma pesquisada e saber mais sobre os mesmos.

    Abraço.

  1. Parabéns pelo texto! Ainda não vi todos os filmes citados, mas posso dizer que Cidade de Deus foi merecedor do primeiro lugar. Excelente filme! Talvez tenha faltado Abril Despedaçado. Não gostei muito do filme, mas não há como negar que, no mínimo, é um bom filme.

    Abraço!

  1. a cada dia que passa os folmes brasileiros tão ficando melhor...e tb nos temos que valorizar os nossos filmes so assim eles serão bons...temos que para de so achar que os americanos sabem fazer filme...

  1. Dewonny says:

    Excelente post sobre cinema nacional!
    Do top 10 só ñ vi o da Carlota!
    Dos outros, o 1,2 e 3 são disparados os melhores!
    Ñ gostei do 8, do resto sim!
    Dos 3 fracassos, ñ vi o 3!
    E ñ gostei dos outros 2!
    Abs! Diego!

  1. Assisti a todos e concordo com seu lado analítico de abordar todos, concordo em cada vírgula!

  1. Thaisy says:

    Olá, tudo bem? Sou Assessora de Imprensa da Fondo Filmes. Tentei encontrar o contato do seu site para incluir na nossa mailing, mas não foi possível. Gostaria de te informar sobre nossos lançamentos e convidar para eventos de exibições de filmes! Caso deseje, mande um e-mail para "thaisy@gmail.com". Desde já agradeço!

    LONGA-METRAGEM “TESTE DE ELENCO” GANHA APOIO DO PÚBLICO NA INTERNET


    Comédia protagonizada por Fábio Porchat recebe incentivo de fãs na rede e se destaca no Twitter.
    O trailer do filme no Youtube foi visto por mais de 5 mil pessoas em apenas 2 dias.


    TESTE DE ELENCO chegou ao Twitter sem pretensões e conquistou admiradores que, hoje, se tornaram divulgadores entusiasmados. Em apenas 20 dias, o perfil do filme já reúne mais de 900 seguidores interessados em assistir a comédia, que traz Fábio Porchat como protagonista!

    O lançamento do teaser do filme no Youtube contabilizou mais de 5 mil visualizações ao vídeo, em apenas 2 dias, superando as expectativas dos diretores estreantes Ian SBF e Osíris Larkin.

    O longa-metragem teve sua estréia na abertura do Festival Universitário de 2009, foi muito bem recebido pelo público e agora repete o feito na Internet. O mais novo objetivo dos diretores é contar com esse mesmo público para conseguir levar o filme às salas de cinema.

    A comédia, filmada no fim de 2008 e finalizada em 2009, é uma produção Fondo Filmes.

    Teaser no Youtube: http://migre.me/6ihy
    Download: http://www.4shared.com/file/127432207/afc43c20/teaser_teste_de_elenco.html


    Sinopse:
    Quando um diretor e uma atriz se encontram para a leitura de um roteiro, somos apresentados ao que pode ou não ser um teste de elenco. Um filme sobre um, ou vários testes, para um filme que já estava pronto.


    Elenco:
    Fábio Porchat, Talita Werneck, Pedro Henrique Monteiro, Letícia Lima, Camillo Borges, Patrícia Vazquez, Thiago Rotta, Rosa Soahres, Rodrigo Gallo, Camila Vaz, Kim Archetti, Maria Clara Horta, Vera Monteiro, Ana Felipe, Letícia Novaes, Igo Ribeiro, Paulo Mathias Jr, Mabel Cezar, Silvio Matos, Marcus Majella, Mayra Villela e Marina Tourinho.


    Visite também:
    Twitter: @testedelenco
    Blog: http://testedeelenco.blogspot.com/
    Orkut: http://migre.me/5waz

  1. Charles says:

    Olá Cetreus! Sua lista é bem emergente e possui filmes obrigatórios do cinema brasileiro. Da minha parte, acrescentaria a leva de filmes do Glauber Rocha, principalmente Deus e o Diabo na Terra do Sol e ainda outras produções da época como Macunaína e Pagador de Promessas. Dos mais recentes, tem ainda Estômago, Tropa de ELite e o excelente documentário Santiago. abs.

  1. Esse tema merece mais um post, acho que tem mais de 10 filmes nacionais bacanas.
    Cadê o Mazzaropi??????????? Tb tem os ótimos "O Homem que Copiava" e o muito doido "Muito Gelo e Dois Dedos de Água". Não concordo com Carandiru achei um filme burocrático.

  1. Luís says:

    Há pouco comecei a assistir aos filmes nacionais e vi apenas uns três do seu TOP 3.
    Mas certamente torço o nariz para Cidade de Deus!

  1. gostei dos filmes que você colocou concordo , mas não assiti o Saneamento Basico, e acho que Cidade de Deus deveria ter ficado em 1° lugar. Mas concordo com o sucesso e até concorreu ao Oscar!
    Prefiro mil vezes Central do Brasil.
    Mas parabéns pela lista, e o pior filme brasileiro que eu assisti foi
    Cidade de Deus rsss

  1. gostei da sua lista, eu só acrescentaria romance da paula lavigne e amarelo manga. fora isso, impecavel.

  1. Anônimo says:

    Sinceramenta mediocre sua lista, mostra o quanto nao sabe de cinema so de lixo cinemao, cade glauber, sganzerla, nelson pereira, mario peixoto
    deprimente como as pessoas nao questioaram, só faltava ter colocoado o lixo pornografico de tropa de elite